cigana-yara

O laudo da necropsia divulgado pelo perito médico-legal aponta que a morte da adolescente Hyara Flor Santos Alves, de 14 anos, foi causada por hemorragia e asfixia. A jovem, de origem cigana, foi vítima de um tiro abaixo do queixo em Guaratinga, no extremo-sul da Bahia, neste mês. O laudo revela que a hemorragia resultou em anemia severa, enquanto a interrupção da passagem de ar levou à asfixia, causando lesões generalizadas. O esposo da vítima, também com 14 anos, é apontado pela família de Hyara como o principal suspeito do crime, que possivelmente teve motivação de vingança. Após o ocorrido, tanto o esposo quanto o sogro da jovem fugiram e ainda não foram localizados pelas autoridades. Segundo Janaína Panhossi, advogada da família de Hyara, o laudo não esclarece se o disparo foi acidental ou intencional. Ela ressalta que o documento da necropsia apenas indica a causa da morte e que outros laudos, como o do local do crime e da arma apreendida, são aguardados para auxiliar nas investigações. As investigações continuam em andamento para esclarecer todos os detalhes do trágico incidente. O Blog Conquista seguirá acompanhando o desenrolar do caso e trará atualizações conforme novas informações forem divulgadas pelas autoridades competentes.

Confira as últimas notícias

Usamos cookies para melhorar sua experiência em nosso site. Ao navegar, concorda com nossa Política de Privacidade.