prisao-santa-maria-da-vitoria-cnh

Na última sexta-feira (15), a Justiça decidiu manter as prisões de Marcelo Rosa de Santana, Antonio da Silva Tomaz, Firmino da Silva Tomaz Neto e Rodrigo Ribeiro dos Santos, detidos durante a ‘Operação Stop Driver’, conduzida pelo Ministério Público estadual e pela Polícia Federal. A operação visava desmantelar uma organização criminosa envolvida em um esquema ilegal de venda de Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Entre os presos, encontram-se um agente público da 17ª Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) em Santa Maria da Vitória, um vereador e sócios de autoescolas da região. Além disso, o coordenador da 17ª Ciretran foi afastado de suas funções e os bens dos investigados foram bloqueados. Os suspeitos são acusados de participar de uma organização criminosa responsável pela emissão fraudulenta de CNH para clientes locais e de outras regiões. As investigações apontam que o esquema está em vigor desde 2016 e visa fornecer habilitações a pessoas sem a devida aprovação técnica exigida pelo Departamento de Trânsito (Detran), incluindo residentes de outras localidades e até mesmo de outros estados. As apurações, iniciadas a partir de denúncias anônimas, seguem em andamento com o objetivo de identificar novos envolvidos e coletar mais evidências sobre as atividades ilícitas. O material apreendido, incluindo computadores, documentos e celulares, será crucial para avançar nas investigações.

Confira as últimas notícias

Usamos cookies para melhorar sua experiência em nosso site. Ao navegar, concorda com nossa Política de Privacidade.