crianca-incidente-escola

Uma criança de 7 anos foi internada no Hospital de Base, em Vitória da Conquista, após chegar da escola coberto de hematomas. A mãe do menino foi chamada na última sexta-feira (17) para buscá-lo com a informação de que ele teria caído na escola. No entanto, ao chegar em casa, os ferimentos pioraram, e o rosto do menino ficou tomado por hematomas. Ele foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no mesmo dia devido às intensas dores que sentia. Embora não tenha sido diagnosticada nenhuma fratura até o momento, o menino precisou ser internado para avaliações mais detalhadas. Nesta terça-feira (21), ele foi encaminhado para o Hospital de Base para realizar exames adicionais. A versão do que aconteceu é controversa. A Escola Municipal Mozart Tanajura, onde o menino estuda, informou que ele estava brincando com um colega quando se machucou. No entanto, o menino deu diferentes versões do ocorrido, chegando a dizer que bateu em uma pilastra. Os médicos que o atenderam afirmaram que os hematomas não parecem ter sido causados por uma simples queda. As câmeras de segurança da escola não registraram o que aconteceu. A família está chocada e indignada com a situação, e o menino permanece internado sem previsão de alta, com o rosto deformado. A Secretaria Municipal de Educação alega que o menino caiu e que foi socorrido por funcionários da escola na última sexta-feira (17). Quando a mãe chegou, a instituição ofereceu levá-los ao hospital, mas a oferta foi recusada. A escola afirma que tem mantido contato com a mãe e prestado todas as informações sobre o ocorrido. O caso está sob investigação, e as redes sociais estão mobilizadas cobrando apuração. A criança está internada no Hospital de Base para realizar exames complementares e esclarecer as circunstâncias do ocorrido. Até o momento, a situação permanece sem uma explicação definitiva.

Confira as últimas notícias

Usamos cookies para melhorar sua experiência em nosso site. Ao navegar, concorda com nossa Política de Privacidade.