IMG_4897

Uma mulher trans, que trabalha como profissional do sexo, foi vítima de uma tentativa de feminicídio em Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia. Segundo informações da delegada titular da Delegacia da Mulher da cidade, Christie Correia, o ataque ocorreu no último final de semana, mas a queixa foi registrada apenas na terça-feira (14). Até o momento, o agressor não foi capturado. A vítima, identificada como Tieta Rodrigues, relatou que estava na Avenida Bartolomeu de Gusmão quando um homem parou o carro e negociou um programa com ela. Após entrarem no veículo, eles se dirigiram a um local não especificado pela polícia. Tieta sofreu agressões violentas por parte do homem, que tentou asfixiá-la com um golpe conhecido como “mata-leão” e a agrediu fisicamente, causando ferimentos graves em sua cabeça e rosto. “Ele veio para cima de mim com tanto ódio, e eu não sei o motivo que ele estava com tanto ódio”, descreveu a vítima, que conseguiu pedir ajuda a um outro veículo que se aproximou. Tieta foi socorrida e encaminhada a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Vitória da Conquista. A Polícia Civil está solicitando imagens de câmeras de segurança da região para identificar e prender o agressor. A investigação segue em andamento, e o caso é tratado com a seriedade de uma tentativa de feminicídio, demonstrando a vulnerabilidade e os riscos enfrentados por profissionais do sexo, especialmente aqueles pertencentes à comunidade trans.

Confira as últimas notícias

Usamos cookies para melhorar sua experiência em nosso site. Ao navegar, concorda com nossa Política de Privacidade.